Maurício de Carvalho Ramos

Versão para impressão
mauricio

lattea curriculum lattes

 e-mail: maucramos@gmail.com 

Histórico Acadêmico

  • 2012 Pós-doutorado pela Universidade de Montreal
  • 2005 Pós-doutorado pela Universidade de São Paulo
  • 1999 Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo
    Orientação: Prof. Dr. Pablo Rubén Mariconda
    Título do trabalho: Pierre-Louis Moreau de Maupertuis e a Geração dos Corpos Organizados
  • 1993 Mestrado em Ciências pela Universidade de São Paulo (Zoologia)
    Orientação: Profa. Dra.Eudoxia Maria Froelich
    Título do Trabalho: Aspectos da Biologia de Issoca rezendei (Schirch, 1929) (Tricladida, Terricola, Geoplanidae)
  • 1983 Graduação em Biologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Caetano do Sul, Brasil

Linha de Pesquisa

Epistemologia Histórica das Ciências da Vida e do Orgânico 
As orientações de pós-graduação (IC, Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado) serão feitas junto ao Grupo de Pesquisa em Epistemologia Histórica da Cultura Científica (GPEHCC), coordenado pelo professor. A proposta central deste grupo é investigar as transformações epistemológicas e históricas de unidades gerais de inteligibilidade que a cultura construiu para compreender, enfrentar e resolver problemas de caráter intelectual plasmados em alguma forma de racionalidade geral. Em sua especificidade, tais problemas apresentam um componente racional e cognitivo nuclear que recebe o qualificativo de “científico” no amplo sentido do termo, mas que se mantém, em princípio, continuamente aberto à comunicação simbólica com todas as formas da cultura. Tais formas estarão implicadas nos projetos de pesquisa em função de sua capacidade de conferir unidade, significado e concretude histórica a esse núcleo científico. Assim caracterizados, os problemas intelectuais e tudo aquilo que eles envolvem integrarão uma cultura científica que será o grande objeto de investigação do GPEHCC. A ciência é certamente um dos componentes centrais desse objeto, mas não é o único e nem necessariamente o principal. As referidas unidades gerais de inteligibilidade criadas para a solução de problemas podem, dependendo de suas particularidades, guardar um vínculo com outras formas gerais da cultura como, por exemplo, o mito, a arte e a técnica. Cada uma dessas formas podem envolver diversas racionalidades que organizam de modo particular a percepção, a compreensão e o sentido da realidade, mas que, ao mesmo tempo, convergem para uma racionalidade geral atuante no seio do que designamos como cultura científica. Podemos sinteticamente afirmar que a aspiração central do grupo é a compreensão dessa racionalidade, da unidade que ela confere a esse campo da cultura e de suas formas de expressão epistemológica e histórica. O GPEHCC é um espaço para a realização de pesquisas em equipe que articulam interdisciplinarmente ciência, epistemologia e história, bem como outras perspectivas investigativas que a elas se associarem. A ideia central é a construção coletiva de problemas, temas e conceitos cuja investigação será metodicamente e conceitualmente coordenada por um projeto axial sintético que articula dialeticamente epistemologia e história.

Pesquisa em desenvolvimento

Gênese e significado da tecnociência
Resumo: O objetivo central do projeto é investigar criticamente os papéis desempenhados pelos valores éticos e sociais, assim como pelos indivíduos que os sustentam e as instituições que os incorporam, nas práticas científicas e tecnológicas da atualidade. Esse objetivo central desdobra-se em vários outros: estudar as modificações ocorridas nas últimas décadas nos modos de produção social do conhecimento tecnocientífico, a maneira como essa mudança afeta o estatuto dos valores da objetividade, neutralidade e autonomia aos quais a comunidade científica tradicionalmente adere, e a função dos direitos de propriedade intelectual nesse processo; pesquisar a história das relações entre a ciência e a tecnologia na modernidade, em particular o papel nela desempenhado pelas máquinas e as idéias mecanicistas; investigar problemas teóricos (artificial-natural, identidade biológica etc.) e práticos (crítica ética, proposta de alternativas etc.) particulares da biotecnologia atual a partir de uma abordagem que integra a filosofia, a biomedicina e a etologia; discutir as práticas tecnocientíficas alternativas (por exemplo, a agroecologia), a temática da bioética e as implicações de uma visão crítica da tecnociência para o ensino das ciências e para a educação em geral. É importante que essas investigações estejam abertas ao maior leque de perspectivas diferentes e que seus resultados tenham um impacto positivo na direção da pesquisa no Brasil. Para esse fim, faremos esforços para promover encontros de cientistas, filósofos e cientistas sociais, de abordagens metodológicas e perspectivas éticas divergentes, para a discussão, especialmente em contextos em que estão em jogo a legitimidade de inovações tecnocientíficas e as prioridades da pesquisa científica.

Projeto de pesquisa para a área de teoria do conhecimento e filosofia da ciência
Resumo: 1) História da filosofia natural moderna: ciência e filosofia do orgânico 1.1) Geração e transformação dos organismos e das espécies: as teorias de Maupertuis 1.2) Maupertuis e Leibniz 1.3) Cosmologia e história natural 2) Ciências da vida e ética: a intervenção tecnológica sobre os organismos e o valor moderno de controle da natureza.