Luiz Sérgio Repa

Versão para impressão

Histórico Acadêmico

  • 2018 Livre-docência em Filosofia pela Universidade de São Paulo
  • 2008 Pós-Doutorado pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP.
  • 2005 Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo
    Título do trabalho: A Transformação da Filosofia em Jürgen Habermas: Os papéis de reconstrução, interpretação e crítica.
    Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ribeiro Terra.
  • 2000 Mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo.
    Título do trabalho: Habermas e a reconstrução do conceito hegeliano de modernidade.
    Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ribeiro Terra.
  • 1995 Graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo.

Linha de Pesquisa

Teoria Crítica
Teoria das ciências humanas

Pesquisa em desenvolvimento

Esfera Pública e Reconstrução: Sobre a constituição de um paradigma reconstrutivo no campo da Teoria Crítica
Resumo: O presente projeto pretende investigar a constituição ampla do que se entende por "paradigma crítico reconstrutivo". Tal paradigma será avaliado aqui tendo em vista suas formulações nos debates pós-habermasianos, isto é, partindo do fato de que Habermas inaugura um paradigma que passou a ser disputado pelos novos modelos de Teoria Crítica, os quais lançam mão, de forma mais ou menos explícita, de recursos reconstrutivos com o intuito de dar continuidade e superar o deslocamento iniciado por ele em termos tanto teóricos quanto práticos. O primeiro dos dois subprojetos que compõem este Projeto Temático é dedicado tanto às origens desse paradigma - da Fenomenologia do espírito de Hegel à própria obra de Habermas - quanto à plausibilidade mesma de um paradigma reconstrutivo, ou seja, procura compreender autores e obras mais significativos que poderiam ser classificados nesse paradigma, ressaltando um certo retorno da psicanálise como modelo reconstrutivo. Procuramos no segundo subprojeto também examinar suas características prático-políticas mais importantes tendo em vista compreender qual é o papel que a esfera pública desempenha em um tal paradigma. Trata-se de conceber com o conceito de esfera pública uma composição equilibrada entre categorias teóricas e diagnóstico de tempo, uma preocupação com o caráter reconstrutivo dos referenciais crítico-normativos e os contextos sociais e políticos em disputa.. 
Integrantes: Luiz Sérgio Repa - Integrante / Marcos Nobre - Coordenador / Rúrion Soares - Integrante.

Método e política na teoria crítica
Resumo: Busca-se investigar o cruzamento das orientações metodológicas e epistemológicas, de um lado, e das orientações morais e políticas, de outro lado, que são próprias da tradição de pensamento da Teoria Crítica. A pesquisa congrega abordagens de diversos autores dessa tradição, interrogando sempre como questões políticas e metodológicas se implicam em seus pensamentos. Desse modo, o projeto abarca desde pesquisas sobre Horkheimer, Adorno, Marcuse e Benjamin, como também os autores mais recentes da teoria crítica, como Habermas, Honneth, Fraser, Benhabib, etc.. 
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (4) . 
Integrantes: Luiz Sérgio Repa - Coordenador. 
 

Orientações em andamento
 

Graduação

Adriano Carvalheiro
Pesquisa: A necessidade como prerrogativa política em Hannah Arendt
Agência financiadora: CNPq

Karen Spisso 
Pesquisa: A abstração de qualidades na alienação político-social no artigo "Sobre a questão judaica
Agência financiadora: S/B

Paulo Fernando Silva Amaral 
Pesquisa: Hegel e a  questão da violência na revolução francesa
Agência financiadora: S/B

Lucas Melo Souza 
Pesquisa: Walter Benjamin e o conceito de modernidade nos ensaios sobre Baudelaire
Agência financiadora: PUB ( Programa Unificado de Bolsa - Pró Reitoria de Graduação USP)

Mestrado

Gabriel Petrechen Kugnharski
Pesquisa: A categoria da totalidade na dialética negativa de Theodor W. Adorno
Agência financiadora: FAPESP

Fabiana Del Mastro
Pesquisa: Conceito e linguagem na Ciência da lógica de Hegel
Agência financiadora: S/B

Rafael Theodozio Zanvettor
Pesquisa:
Agência financiadora:

Simone Bernardete Fernandes
Pesquisa: Repressão aos instintos e interiorização: a recepção de Nietzsche na Teoria Crítica de Horkheimer nas décadas de 1930 e 1940
Agência financiadora: FAPESP

Doutorado

Bruno Klein Serrano
Pesquisa: Teoria crítica da forma-valor: Adorno e a Neue Marx-Lektüre
Agência financiadora: CNPq
Cibele Saraiva Kunz
Pesquisa: Arte e Utopia em Herbert Marcuse
Agência financiadora: CNPq

Mariana Fidelis Jerônimo de Oliveira
Pesquisa: Filosofia e Teoria Social: sobre o sentido político da utopia na Dialética Negativa de Theodor Adorno
Agência financiadora: FAPESP

Renata Inarah Guerra Santos
Pesquisa: Lógica da desintegração em Theodor W. Adorno: Dialética negativa como crítica da Ciência da lógica
Agência financiadora: FAPESP