Vladimir Pinheiro Safatle

Versão para impressão

Bolsista PQ-2/CNPq

Vladimir latteaCV Plataforma Lattes
 e-mail:  vsafatle@yahoo.com
 página dos cursos:
graduação: http://filosofia.fflch.usp.br/docentes/safatle/aulas_grad
pós-graduação: http://filosofia.fflch.usp.br/docentes/safatle/aulas_posgrad
Academia: http://usp-br.academia.edu/VladimirSafatle
Latesfip: http://latesfip.wordpress.com/

Histórico Acadêmico

  • 2009 Livre-docência pela Universidade de São Paulo 
    Título: Grande Hotel Abgrund
  • 2002 Doutorado em Lieux et transformations de la philosophie - Université de Paris VIII, França. 
    Título: La passion du négatif: modes de subjectivation et dialectique dans la clinique lacanienne
    Orientador: Alain Badiou
  • 1997 Mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo
    Orientador: Bento Prado de Almeida Ferraz Júnior
    Título: O amor pela superfície: Jacques Lacan e o aparecimento do sujeito descentrado
  • 1994 Graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo
  • 1994 Graduação em Comunicação social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing

Linha de pesquisa

Teoria das Ciências Humanas

Pesquisa em desenvolvimento

Clínica analítica e Dialética Negativa
Resumo: Análise do problema do legado da tradição dialética nas obras de Lacan e Adorno a partir de uma perspectiva comparativa capaz de traçar o destino das categorias do sujeito, reconhecimento, corpo e fetichismo nos dois pensadores. Um destaque especial é dado ao problema, recorrente em Lacan e Adorno, da formalização estética como espaço possível de reconciliação e como motor de orientação de uma auto-crítica da razão.

Patologias do social: interfaces entre filosofia, teoria social e psicanálise
Resumo: A presente pesquisa pretende realizar um exame crítico das estratégias diagnósticas desenvolvidas no interior do recurso filosófico à psicanálise na França e na Alemanha. O objetivo é formar um quadro de referências para o entendimento das patologias sociais. Considera-se os trabalhos de Adorno, Foucault, Deleuze e Honneth, especificamente quanto à sua utilização e exame da prática e conceitografia psicanalítica. Pretende-se extrair implicações das teses destes autores para a própria renovação da prática diagnóstica em psicanálise bem como para o reposicionamento do alcance e limites da diagnóstica psiquiátrica. Propõe-se um protocolo clínico que reúna e organize diferentes planos de consideração da patologia social. Utiliza-se o método baseado na construção de casos clínicos para verificar a pertinência do protocolo clínico assim delimitado.