Márcio Suzuki

Versão para impressão

Histórico Acadêmico

  • 2017 Livre-docência. Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
    Título: A partilha do absoluto
  • 2016 Pós-Doutorado. Berlin-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften, BBAW, Alemanha. 
  • 2002 Pós-doutorado pela École Normale Superieure de Paris, França
  • 1997 Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo
    Orientação: Prof. Dr. Luiz Fernando Batista Franklin de Matos
    Título do trabalho: O gênio romântico. Crítica e história da filosofia em Friedrich Schlegel
  • 1991 Mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo
    Orientadora: Prof. Dr. Luiz Fernando Batista Franklin de Matos 
    Título do Trabalho: Friedrich Schiller - Poesia Ingênua e Sentimental
  • 1984 Graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo

Linha de Pesquisa

Estética
Estética do Idealismo e Romantismo Alemão
Objetivo: O projeto tem como objetivo estudar as relações entre crítica, poesia, arte e filosofia em Kant e no Idealismo pós-kantiano. 

Pesquisas em desenvolvimento

As formas da invenção
Resumo: A pesquisa se divide em duas partes: I) Invenção e forma Estudar como se dá a ligação entre invenção e forma no século XVII a partir da filosofia de Bacon e , principalmente, de Shaftesbury. Trata-se de interrogar em que medida "invenção", e "forma" são importantes para compreender o que é o homem e aquilo que produz concreta ou simbolicamente, individual ou coletivamente. 2) Palavra e invenção. Heurística e linguagem na Alemanha dos séculos XVIII e XIX Estudar diversos autores (Sulzer, Herder, Moritz, Goethe, Kant, Schleiermacher etc.) que conceberam a linguagem como meio heurístico ou como uma forma de 'ars inveniendi'.. 
Integrantes: Márcio Suzuki - Coordenador.

Orientações

Mestrado

Caio Sarack de Mello

Felipe Sá Cavalcante Alves

Isabela de Vilhena Gaglianone

Paulo Ricardo Gomides Abe


Doutorado

Dalila Pinheiro da Silva

Laura de Borba Moosburger de Moraes