Horário de atendimento ao público da secretaria do Departamento de Filosofia no período de férias

De 12 a 17 de dezembro de 2018: das 10h às 19h.
De 18 de dezembro de 2018 a 15 de fevereiro de 2019: das 09h às 18h.


Valter Alnis Bezerra

Versão para impressão

curriculum lattes
e-mail: bezerra@usp.br

Site principal:
http://sites.google.com/site/filosofiadacienciausp/

Blog de Fil. e Hist. da Ciência:
http://filosofiadacienciausp.wordpress.com/

Histórico Acadêmico

  • 2013 Professor Doutor em Filosofia da Universidade de São Paulo
  • 2005 Pós-Doutorado pela Universidade de São Paulo.
  • 1999 Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo.
    Título do trabalho: Estruturas em busca do equilíbrio: O lugar da metametodologia e o papel da coerência no modelo reticulado de racionalidade científica.
    Orientador: Prof. Dr.  Caetano Ernesto Plastino.
  • 1994 Mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo.
    Título: Problemas e seus problemas: A estrutura e a dinâmica da ciência vistas sob o enfoque de solução de problemas.
    Orientador: Pablo Rubén Mariconda.
  • 1989 Graduação pela Universidade de São Paulo.
     

Linha de Pesquisa

Teoria do Conhecimento e Filosofia da Ciência
 

Pesquisa em desenvolvimento

1 - "Neurath ou a coesão da nuvem: A epistemologia singular de um positivista iconoclasta e seus desdobramentos".

O presente projeto de pesquisa visa investigar a epistemologia extremamente original de Otto Neurath (1882-1945) -- filósofo da ciência, sociólogo, economista e, por fim, designer gráfico -- e seus desdobramentos. Este positivista lógico desde o primeiro momento -- integrante do Círculo de Viena, signatário do manifesto "A concepção científica do mundo" (juntamente com Hahn e Carnap), ferrenho adversário da metafísica (que sempre considerou como desprovida de significado), protagonista do debate com Schlick sobre a constituição da base empírica, defensor da noção de "ciência unificada" -- foi, ao mesmo tempo, proponente de algumas teses extremamente originais e que se afastam sobremaneira dos clichês interpretativos usualmente associados ao positivismo lógico. O pensamento de Neurath tem sido redescoberto e reavaliado nos últimos anos, como é bem atestado pela publicação de numerosos volumes a ele dedicados, o que se insere no contexto de um movimento generalizado de reavaliação do Empirismo Lógico como um todo. A epistemologia neurathiana é, a um só tempo, empirista, fisicalista, coerentista, holista, naturalizada, e possui uma dimensão sociológica e histórica. A imagem de ciência resultante incorpora traços como: o pluralismo metodológico; a reorientação rumo a uma visão não estritamente dedutiva de ciência; e a constituição da "base empírica" da ciência (ligada a uma determinada visão acerca da relação teoria-experiência) de tal forma a possibilitar uma forma peculiar de interdisciplinaridade que seria a "ciência unificada". Em muitos desses aspectos, o pensamento de Neurath desponta como um dos mais inovadores e criativos dentro do quadro da filosofia da ciência do século XX -- ainda mais se visto contra o pano de fundo proporcionado pela recepção do programa geral do empirismo lógico. Inegavelmente, sua epistemologia e sua filosofia da ciência apontam no sentido de uma imagem de ciência muito rica, flexível, nuançada e atenta às vicissitudes da práxis. Além da leitura do autor de uma perspectiva interna, prevê-se ainda a possibilidade de se ler Neurath estabelecendo um diálogo com determinadas linhas e vertentes da epistemologia que vicejariam décadas mais tarde, em particular com a epistemologia de Donald Davidson -- suas concepções sobre conhecimento, verdade, coerência, crença, interpretação e intersubjetividade -- e também com a metateoria estruturalista de Balzer, Moulines e Sneed.

2 - " Metateoria estruturalista, filosofia da ciência e metafilosofia" 
Resumo: Investigação teórica, metafilosófica e por meio de estudos de caso da metateoria estruturalista (MTE). As perguntas mais gerais que proporcionam um pano de fundo ao projeto são: que papeis a MTE pode realizar de maneira fecunda em filosofia, de modo geral? Que convergências podem ser exploradas e parecem mais promissoras com outras concepções acerca da estrutura e dinâmica do conhecimento? Aspectos de especial interesse para o projeto incluem: (a) A relação entre teoria e experimento, concebida em termos de modelos de dados, subestruturas empíricas, modelos parciais e classes de aplicações pretendidas. (b) As noções de rede teórica e de hólon teórico na MTE como ferramentas para o mapeamento da estrutura do conhecimento científico em larga escala. (c) O papel dos vínculos interteóricos em uma caracterização rigorosa do fenômeno da interdisciplinaridade dentro dos hólons teóricos. (d) Estudo do papel filosófico que pode ser desempenhado pelos valores, pelos 'themata' e pelos estilos de pensamento dentro da MTE, como elementos dotados de eficácia causal, dimensão dinâmica e poder explicativo. (e) Utilização da MTE no metanível como ferramenta para um mapeamento dos modelos filosóficos de racionalidade. (f) Contextualização metafilosófica e colocação em perspectiva da MTE em relação ao panorama contemporâneo amplo das visões sobre o conhecimento filosófico, as imagens filosóficas de ciência e as ferramentas interpretativas recentes. Aqui, estudos são realizados visando nos familiarizarmos com diversos modelos de estrutura e dinâmica do conhecimento e diferentes concepções sobre a historiografia da ciência e a relação entre história e filosofia da ciência.

3 - " Mecanicismo, desmecanização e a ciência na passagem do século XIX para o século XX" 
Resumo Valemo-nos aqui de quatro modelos filosófico-historiográficos -- a concepção de imagens de natureza e imagens de ciência de P. Abrantes, o modelo temático de G. Holton, as concepções de estilo científico de I. Hacking, L. Fleck e O. Bueno, e a metateoria estruturalista de Balzer, Moulines e Sneed -- com o objetivo de realizar estudos de caso interpretativos sobre episódios da história da física (e, mais geralmente, da história da ciência) no final do século XIX e início do século XX. Atenção especial é dada às seguintes dimensões: (a) Caracterização das múltiplas variantes e mutações do mecanicismo, com seus variados escopos e desdobramentos, que predominaram na física e em outras áreas do conhecimento durante quase três séculos. Reveste interesse especial a investigação da tensão (e até inconsistência) entre formulações híbridas tardias do mecanicismo e o programa original. (b) Estudo da transição do mecanicismo para a era da física desmecanizada, onde papéis centrais são desempenhados pela teoria clássica do campo, as teorias da relatividade (restrita e geral), a mecânica estatística e, de modo geral, por um renovado ímpeto do programa de geometrização da física. Importantes debates da época sobre o atomismo e sobre o uso de modelos em ciência transcorrem diante desse pano de fundo (c) Investigação das transformações sofridas pela mecânica clássica e pela teoria do campo até o século XX, seja no que diz respeito à sua estrutura formal, seja na sua interpretação, seu estatuto cognitivo e metodológico, e o papel que elas ocupam dentro do edifício do conhecimento científico da modernidade tardia.
 

Orientações em andamento
 

Graduação

Lyzia Gabirobertz Pimenta 
Pesquisa: A 'interpretação radical' e 'A interpretação dos sonhos': Uma aproximação entre Donald Davidson e Sigmund Freud
Agência financiadora: CNPq


Mestrado

Denis Paulo Goldfarb
Pesquisa: Boltzmann e a estrutura do conhecimento científico: A inevitabilidade do modelo como condição para a coerência entre imagens de natureza e imagens de ciência 
Agência financiadora: S/B
Giovane Augusto Guimarães Salimena
Pesquisa: Em defesa dos métodos: A concepção de metodologia de Larry Laudan
Agência financiadora:
Jose Ricardo Romualdo
Pesquisa: Metateoria e realidade: A relação entre teoria científica e experimento segundo a metateoria estruturalista
Agência financiadora: S/B


Doutorado

Ligia Lopes Gomes
Pesquisa: Perspectivas de valor e atividade científica na ciência natural: um estudo filosófico, com especial referência ao caso da química europeia do século XVIII
Agência financiadora: S/B

Taimara Passero
Pesquisa: O geométrico na física contemporânea: Exame filosófico de um tema na história das ideias científicas
Agência financiadora: FAPESP