GUILHERME GRANÉ DINIZ

Curso
Doutorado
Orientador
Alex de Campos Moura
Fomento
CNPq
Título da pesquisa
Sade, meu Contemporâneo: Leituras do Marquês de Sade no Pós-Estruturalismo Francês
Resumo da pesquisa

Um dos primeiros tópicos que chamam a atenção de qualquer estudioso da obra do Marquês de Sade é a história de sua recepção. Especificamente, o fato de que, tendo escrito no século XVIII, o pensamento de Sade só teve uma recepção mais significativa na França do século XX. Nesse sentido, este trabalho se propõe a entender alguns aspectos histórico-filosóficos desse processo de recepção do pensamento sadeano. Especialmente, compreender o interjogo entre as condições que possibilitaram essa recepção e o que ela aportou ao cenário do pensamento filosófico francês da época. Em segundo lugar, como, a partir desses aportes, forma-se um modo filosófico de pensar que é, em alguma medida, tributário do pensamento sadeano.