MARIANA FIDELIS JERÔNIMO DE OLIVEIRA

Título da pesquisa
Entre epistemologia e política: utopia e crítica da identidade na Dialética negativa de Theodor W. Adorno.
Resumo da pesquisa

À primeira vista, a Dialética negativa (1966) de Theodor W. Adorno parece refratária a qualquer sentido político, pois nega a possibilidade de uma passagem para a práxis e se dedica a uma autorreflexão filosófica sobre as principais categorias idealistas. Não obstante, Adorno está interessado em uma atividade teórico-filosófica que seja capaz de resguardar a possibilidade de crítica social no mundo administrado através de uma espécie de pensamento utópico. A hipótese deste trabalho é que as noções de utopia e crítica da identidade, presentes na Dialética negativa explicitamente em um sentido epistemológico, seriam capazes de abrir também sua dimensão política.

Curso
Doutorado
Orientador
Prof. Dr. Luiz Sérgio Repa
Fomento
Fapesp