Curso de Difusão "Georges Canguilhem: técnica e meio"

Versão para impressão
Dr. Marcos Daniel Camolezi
De 17 de maio a 6 de junho de 2018 [às quintas-feiras]

Curso de Difusão

De 17/05 a 07/06/2018
Quintas-feiras
Das 10h00 às 12h00
Sala 117

Georges Canguilhem: técnica e meio

Trata-se de apresentar o problema da técnica como modo privilegiado da relação entre o ser vivo e seu meio na obra do filósofo e historiador das ciências Georges Canguilhem (1904­1995). Com ênfase nas publicações, aulas e conferências feitas entre 1937 e 1947, nosso comentário procurará pontos de entrelaçamento entre a produção intelectual do autor e sua própria trajetória. Como surge o problema da técnica para Canguilhem, como ele o conserva e, finalmente, como dá a ele um tratamento original? Qual é o lugar das obras de Henri Bergson e de Gaston Bachelard na produção intelectual de Canguilhem entre 1937 e 1947, e, sobretudo, por que a relevância da medicina se avulta aos olhos do autor nesse mesmo período? Por que a técnica não se define como ciência aplicada, e por que a ciência não precede a realidade centrada “no meio próprio do homem”? Enfim, por que, segundo Canguilhem, “o nascimento, o devir e os progressos da ciência […] devem ser compreendidos como uma espécie de empreitada bastante arriscada da vida”? Tentaremos responder a essas e outras perguntas nos quatro encontros assim organizados.

Contato: 
Local: 
Sala 117
Endereço: 
Conjunto Didático de Filosofia e Ciências Sociais, Av. Prof. Luciano Gualberto, 315 - Cidade Universitária, São Paulo - SP
Co/organização: 
Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária