Trancamento de matrícula

Versão para impressão

(Artigo 49 do Regimento de Pós-Graduação da USP)

Em caráter excepcional, o estudante matriculado em curso de Mestrado ou Doutorado pode requerer o trancamento de matrícula com plena cessação das atividades escolares, em qualquer estágio do respectivo curso, por prazo total não superior 12 meses, quando estiver impossibilitado temporariamente de manter suas atividades acadêmicas. O pedido de trancamento de matrícula deverá ser encaminhado para o e-mail ppgdf@usp.br  junto do formulário abaixo: 

 formulário trancamento de matrícula

A pós-graduanda poderá usufruir além do prazo de trancamento estabelecido, de cento e oitenta dias de licença-maternidade.

Para a concessão do trancamento de matrícula deverão ser apresentados os seguintes documentos:
  • requerimento firmado pelo aluno;
  • parecer circunstanciado do orientador, dirigido à Comissão Coordenadora do Programa – CCP, contendo os motivos da solicitação documentalmente comprovados, prazo pretendido e data de início;
  • a manifestação da CCP deverá ser encaminhada para deliberação da CPG.
Em casos de trancamento de matrícula por motivo de doença do aluno ou de seus familiares, a CPG poderá encaminhar o pedido para deliberação da CaN do CoPGr.
Na documentação deverá constar o Atestado médico expedido pelo médico que o acompanha contendo, obrigatoriamente:
  1. O CID da doença;
  2. A necessidade do afastamento do aluno, bem como o período indicado para esse afastamento (no máximo 12 meses).
  3. A data de início desse afastamento "a partir de...".
O trancamento de matrícula poderá retroagir à data da ocorrência do motivo de sua concessão, desde que solicitado e enquanto o motivo perdurar, e desde que não provoque superposição com matrícula ou qualquer outra atividade realizada.
 
Não será concedido trancamento de matrícula durante a vigência de prorrogação de prazo para a conclusão da dissertação ou da tese, com exceção de casos de doença, a critério da CaN do CoPGr.