DANIELA CUNHA BLANCO

Curso
Doutorado
Orientador
Celso Fernando Favaretto
Fomento
CAPES
Título da pesquisa
Descrição e palavra muda: a escrita sem sujeito em Rancière
Resumo da pesquisa

Partindo da noção de escrita como partilha do sensível em Rancière, tal qual a defendemos em nosso mestrado, essa pesquisa pretende voltar-se para o modo com que o autor pensa a figura da descrição como sendo capaz de suspender a ordenação policial do comum. Com o intuito de aproximar o pensamento da escrita descritiva em Rancière à noção ou ao trabalho da escrita de autores como Michel Foucault, Roland Barthes e Jacques Derrida, essa pesquisa pretende voltar-se para as discussões em torno da morte ou desaparecimento do sujeito. Compreendendo que os referidos autores pretendem, com seu pensamento, recusar certos pressupostos metafísicos, nosso intuito é examinar como o pensamento da escrita que configuram desvia-se da noção de representação.