PAULO BORGES DE SANTANA JUNIOR

Data
Título da pesquisa
A travessia da delimitação ao alargamento: um sentido a mais de crítica em Kant
Resumo da pesquisa

Transpassando o seu sentido enquanto delimitação, defendemos que a crítica permite Kant a articular sistematicamente diferentes campos e interesses do saber. Na parte I, notamos que a crítica moderna, mesmo antes de Kant, amplia-se para diversas ciências, criando uma disputa sobre os limites dessa pretensa arte. Misturada com as questões técnicas, a disputa favorece também a ideia do público que julga. A parte II, mais detida às três Críticas, caracteriza como a resposta para um problema escolar amadureceu espraiando-se tanto para as raízes do a priori quanto para a subjetividade de um mundo moderno. À luz dessas duas partes, mostramos uma concepção de crítica em Kant que, sem negligenciar seu formalismo, seja mais próxima de uma perspectiva histórica e social do seu (e ainda nosso) tempo.

Curso
Doutorado
Orientador
Prof. Dr. Maurício Cardoso Keinert
Fomento
Fapesp
Banca
Maurício Cardoso Keinert (FFLCH - USP), João Geraldo Martins da Cunha (UFLA), Bruno Nadai (UFABC), Ricardo Ribeiro Terra (FFLCH - USP)
Local
Rua do Lago, 717 CEP: 05508-080 - Cidade Universitária São Paulo - SP / Brasil
Sala
Sala de Defesas (120)